Vida de Cristo

JESUS: O PURO
(Mateus 5:8)

CAPÍTULO 6
PUREZA: O QUE É?
Muitos têm uma idéia errada do que é ser crente. Uma pessoa, ao ser indagada se é crente, respondeu: "Sim, eu sou crente, porque eu não fumo, não bebo, não danço e não jogo." Para ela, o importante é uma lista de proibições. Mas a lei de Cristo sempre enfatiza o lado positivo e também o homem interior. Não é tanto o que você faz ou não faz, mas como você é no seu interior. Seu comportamento deve ser e vai ser uma simples reflexão daquilo que existe por dentro. A importância das qualidades interiores se mostra neste ditado:

    "Plante um pensamento e ceifará uma ação.
    Plante uma ação e ceifara uma hábito.
    Plante um hábito e ceifará o caráter.
    Plante o caráter e ceifará seu destino."

Na verdade, tudo começa com os pensamentos. "Como um homem pensa no seu coração, assim ele é" (Provérbios 23:7). Não é que as ações não tenham importância. Claro que importam, mas o fato é que "o homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal" (Lucas 6:45). Sempre a ênfase do desenvolvimento espiritual na vida cristã deve ser no homem interior, no coração.

"Bem-aventurados os limpos de coração." A pureza de que Jesus falou em Mateus 5:8 tem basicamente dois aspectos: moralidade e sinceridade. A palavra aqui traduzida "limpo" é a palavra grega “katharós” que significa limpo, puro, sem sujeira ou contaminação, sincero, reto, sem maldade. Jesus disse, em Mateus 15:19, que "do coração procedem...adultérios, prostituição...Estas são as coisas que contaminam o homem." Pureza é olhar para uma mulher sem intenção contaminada (Mateus 5:28).

O outro aspecto de pureza é a sinceridade de motivos. Até a nossa palavra "sincera" vem do latim que significa "sem cera". Isso se refere ao costume antigo de esconder as falhas de uma obra de arte com cera, assim enganando o comprador. Uma peça boa era sem cera, ou seja, sincera, que quer dizer 100% ou sem contaminação. Como mel puro ou leite puro, o que está na garrafa é o que está escrito no rótulo. Jesus repreendeu os hipócritas tanto porque "eram semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora se mostram belos, mas no seu interior estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia" (Mateus 23:27). "Deus não vê como o homem vê, porque o homem olha a aparência mas Deus olha para o coração." (1 Samuel 16:7). Não é a altura, a força muscular, o talento, a carisma, nem a roupa que define um homem. É o coração. Que o seu seja puro.

JESUS NOSSO EXEMPLO:

A vida perfeita e pura de Jesus foi uma demonstração de que é possível vivermos assim. Ele viveu na carne mas não se entregou aos desejos impuros que temos no coração. Jesus nunca pecou; nenhuma vez olhou para uma mulher com intenções impuras. Ele nunca agiu por falsidade com os outros. Jesus era pessoa pura de coração.

Jesus viveu uma vida santa e perfeita. Todos os que conviveram com Ele nunca duvidaram de Sua conduta. Ele foi acusado pelos Seus inimigos de ser blasfemo, porque disse que Ele e Seu Pai eram um. Os inimigos O seguiam sempre procurando um erro ou uma falha com que pudessem acusá-lo. Mas ninguém achou nada, nunca. Ele teve uma vida semelhante a nossa em sofrimento e tentação mas nunca caiu. Ele podia dizer "Eu sou a luz do mundo: quem Me segue não andará em trevas" (João 8:12). Ele podia perguntar "Quem dentre vás Me acusa de pecado?" (João 8:46). O puro Filho de Deus não temia a resposta.

Interessante notar que Jesus não usou bajulação para tornar Seu caminho mais fácil. Sua sinceridade custou caro, mas perante os fariseus Ele falou a verdade, mesmo sendo desagradável. Perante Pilatos Ele teve a coragem de admitir que era o Rei e que tinha toda autoridade. Ele atraiu muita atenção mas ajudou as pessoas, porque Se compadeceu delas. Freqüentemente Ele pediu que as pessoas curadas não falassem a ninguém. Jesus nas deu o exemplo perfeito de sinceridade, moralidade, pureza e humildade.

APLICAÇÃO:

Este ensino de Jesus nos diz que devemos ter motivos puros em tudo que fazemos. Se fizermos uma boa coisa, mas dentro do coração estivermos querendo o louvor dos homens, então estaremos fazendo como os fariseus nos dias de Jesus. Eles deram esmolas, fizeram orações e jejuaram, mas era para serem vistos pelos homens. Paulo falou em 1 Coríntios 13 sobre a pessoa que vendeu seus bens para dar aos pobres ou entregou seu corpo para ser queimado, mas por falta do motivo certo (amor) não valeu nada. Vamos ter cuidado para fazer boas ~t~ões, mas motivados por amor a Deus e amor para com os outros.

Também, deve lembrar que como cristão, você é a luz do mundo. A única chance que este mundo tem para sair do seu lamaçal é se os cristãos mostrarem um caminho mais excelente. Se não há diferença entre nós e o mundo, então significa que somos do mundo. Se nós lermos os mesmos livros, assistirmos os mesmos filmes, usarmos as mesmas roupas, contarmos as mesmas piadas, nos divertirmos da mesma maneira como as pessoas que andam nas trevas, não estamos sendo puros perante Deus.

Uma boa regra que sempre nos ajuda a fazer boas decisões é esta: Que Jesus faria no meu lugar? Podemos sugerir outra regra semelhante para nos ajudar a ser puros. Em toda atividade pergunte a si mesmo: "Eu teria vergonha de deixar Jesus saber dos meus pensamentos e motivos?" É claro que Jesus la sabe tudo isso. Só precisamos lembrar disso e querer agradar a Ele. Nada fica escondido dAquele que sonda os corações. Felizes os puros de coração porque verão a Deus.

Há uma coisa principal que impede ter o coração puro - é o pecado, especialmente o pecado escondido (Salmo 32:3). Temos que eliminar o pecado de nossas vidas. Temos que o enfrentar honestamente. Tantas pessoas, por terem medo da reação das pessoas, recusam admitir que há pecado no coração e por isso passam a vida se esforçando, fingindo ser algo que não são. Pensam que, se os outros soubessem o que realmente está no coração, ficariam rindo, iam pensar mal deles, ou iam desprezá-los. Era melhor ser transparente perante os homens como somos perante Deus. "Crie em mim, Ó,Deus, um coração puro" (Salmo 51:10).

AUTO EXAME: Responda as perguntas para medir sua pureza.
    1. Você se acha uma pessoa de coração puro?
    2. Você teria vergonha se os seus amigos soubessem dos seus pensamentos?
    3. Você esta andando na luz de Deus?
    4. Você teria vergonha se os irmãos soubessem dos livros que você lê ou dos filmes que você assiste?
    5. Você gosta de ouvir piadas indecentes ou sugestivas?
    6. Você se acha uma pessoa sincera?
    7. Você pode dizer que detesta o mal?
    8. Você mente às pessoas para não as ofender?
    9. Você acha certo se vestir de maneira sensual ou que chama atenção ao seu corpo?
    10. Você faz suas boas obras para ser visto pelos outros?


Voltar ao inĂ­cio da pagina