Mensagem de Reconciliação
Aliança em Tábuas de Pedra

Lição 9
Deus realizou muitos milagres abençoando os Israelitas, sendo que o mais impressionante foi o de liderar milhões de escravos à terra que havia sido prometida muitos anos antes a Abraão.

Três meses após terem saido do Egito e cerca de quatrocentos anos após as promessas de Deus a Abraão eles acamparam no Sinai. Foi lá que Deus entregou seus mandamentos a Moisés. " Disse o Senhor a Moisés: " Suba o monte, venha até mim, e fique aqui ; e lhe darei as tábuas de pedra com a lei e os mandamentos que escrevi para a instrução do povo". ( Êxodo 24.12). Nós nos referimos a eles como os Dez Mandamentos e eles estão relacionados a seguir.(Êxodo 20.3-17)

    "Não terás outros deuses além de mim"

    "Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor, o teu Deus, sou Deus zeloso, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e obedecem aos meus mandamentos".

    " Não tomarás em vão o nome do Senhor, o teu Deus, pois o Senhor não deixará impune quem tomar o seu nome em vão".

    " Lembre-se do dia de sábado, para santificá-lo. Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos, mas o sétimo dia é o sábado dedicado so Senhor, o teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teus filhos ou filhas, nem teus servos ou servas, nem teus animais, nem os estrangeiros que morarem em tuas cidades. Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou".

    "Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus te dá".
    "Não matarás".

    "Não adulterarás".

    "Não furtarás".

    "Não darás falso testemunho contra o teu próximo"

    "Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença".

Leia novamente e note que elas são leis,regras e coisas que podiam fazer e coisas que não podiam fazer. Você notou alguma menção sobre perdão ou fé? Voce notou que apenas uma ou duas tocaram em coisas que tem a ver com o coração do homem, bem como sua mente ou atitude? A aliança tinha como propósito nos levar até Cristo e como está declarado em Hebreus seria substituida por uma nova, uma aliança que perdoa a maldade." Pois, se aquela primeira aliança fosse perfeita, não seria necessário procurar lugar para outra. Deus, porém, achou o povo em falta e disse: "Estão chegando os dias, declara o Senhor, quando farei uma nova aliança com a comunidade de Israel e com a comunidade de Judá. Não será como a aliança que fiz com os seus antepassados, quando os tomei pela mão para tirá-los do Egito; visto que eles não permaneceram fiéis à minha aliança, eu me afastei deles", diz o Senhor." (Hebreus 7.8-9)

" Esta é a aliança que farei com a comunidade de Israel depois daqueles dias", declara o Senhor. "Porei minhas leis em sua mente e as escreverei em seu coração. Serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Ninguém mais ensinará o seu próximo, nem o seu irmão dizendo: 'Conheça o Senhor' , porque todos eles me conhecerão, desde o menor até o maior. Porque eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados." (Hebreus 8.10-12)

Chamando "nova" esta aliança, ele tornou antiquada a primeira; e o que se torna antiquado e envelhecido está a ponto de desaparecer. (Hebreus 8.13)

Quando Cristo veio ele pregou uma mensagem de arrependimento, a mensagem da graça de Deus e de fé, amor e reconciliação. Sua missão era a de " fazer a vontade daquele que me enviou e concluir a sua obra". (João 4.34). Ele abriu o caminho para o perdão dos pecados ao voluntariamente entregar a sua vida como sacrificio que pagaria os nossos pecados, de todos os que crêem nele e que " passaram a obedecer de coração à forma de ensino que lhes foi transmitida." (Romanos 6.17)

"Antes que viesse essa fé, estavamos sob a custódia da Lei, nela encerrados, até que a fé que haveria de vir fosse revelada. Assim, a lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. Agora, porém, tendo chegado a fé, já não estamos mais sob o controle do tutor". (Gálatas 3. 23-25)

"Quando voces estavam mortos em pecados e na incircuncisão da sua carne, Deus os vivificou com Cristo. Ele nos perdoou todas as transgressões, e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu pregando-a na cruz". (Colossensses 2. 13-14)

O amor e a misericórdia de Deus forneceu o sangue sacrificial perfeito na pessoa do seu Filho. A morte de Cristo estabeleceu "a nova aliança", provendo perdão para os pecados, libertação do pecado a todos os que obedecem o chamado ao arrependimento e obediência. (Hebreus 9.16-28)

Portanto "Falem a ajam como quem vai ser julgado pela lei da liberdade; Porque será exercido juízo sem misericórdia sobre quem não foi misericordioso. A misericórdia triunfa sobre o juízo." (Tiago 2.12-13)

Perguntas
    1-Deu s chamou Moisés a subir a montanha para dar a ele os Dez Mandamentos para os
         Gentios e israelitas (Judeus).
         Aos filhos de Israel para sempre
         Aos israelitas até ser substituída por outra aliança melhor.

    2- Os Dez Mandamentos, a Lei, era um tutor, um guia para levar os sêres humanos até a fé.
             

    3- Alguns dos Dez Mandamentos podiam ser guardados externamente mesmo que não fossem guardados internamente na mente e no coração.
             

    4- A Lei de Moisés providenciava salvação, o perdâo de pecados
             

Voltar ao início da pagina