Mensagem de Reconciliação
Libertação
Êxodo 13-14

Lição 8
Na época certa a mãe de Moisés o levou à filha de Faraó. “ Moisés foi educado em tôda a sabedoria dos egípcios e veio a ser poderoso em palavras e obras. Ao completar quarenta anos Moisés decidiu visitar seus irmãos israelitas. Ao ver um deles sendo maltratado por um egípcio saiu em defesa do oprimido e o vingou, matando o egípcio. Ele pensava que seus irmãos compreenderiam que Deus o estava usando para salvá-los, mas eles não o compreenderam. (Atos 7.22-25)

Por temer os resultados de sua ação intempestiva, ele fugiu do Faraó, indo para a terra de Midiã. Ele humilhou-se sendo pastor de ovelhas por quarenta anos, e após todo este tempo Deus estava pronto para usá-lo para libertar os descendentes de Abraão, Isaque e Jacó da escravidão física, símbolo da nossa escravidão ao pecado. Deus deu a Faraó e aos egípcios dez oportunidades para escolherem obedecer e não serem destruídos. A princípio Faraó pareceu entender o poder de Deus mas a cada oportunidade parecia ser mais fácil ele desobedecer. Após a morte do seu primogênito ele disse aos israelitas para partirem. Mas ele mudou seu pensamento e os perseguiu para trazê-los de volta a escravidão.

Foi no Mar Vermelho que os israelitas tiveram que tomar a decisão de obedecer a Deus ou voltar a escravidão. Foi lá também que Faraó e seu exército foram enterrados nas águas do mar. Uma nova nação, liberta da escravidão, surgiu do outro lado do mar. Isto é também como a nossa libertação do pecado. Na cruz de Cristo precisamos tomar a decisão de enterrar a nossa submissão ao pecado nas águas do batismo de maneira a surgirmos como uma nova criação. Paulo declarou em Romanos 6.3-7 “ Ou vocês não sabem que todos nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte. Portanto fomos sepultados com ele na morte por meio do batismo, a fim de que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos mediante a glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova. Se desta forma fomos unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente o seremos também na semelhança da sua ressurreição. Pois sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado seja destruído, e não mais sejamos escravos do pecado; pois quem morreu, foi justificado do pecado”.

Eles não entraram em Canaã imediatamente porque sua fé era fraca.. Eles rejeitaram o relatório de Josué e Calebe de que deveriam confiar em Deus.

Consequentemente, eles vagaram pelos desertos, perto da sua Terra Prometida, por quarenta anos, sem nunca entrarem nela. Foi somente quando todos os homens acima de vinte anos morreram ( exceto Josué e Calebe) que a eles foi concedida a entrada na Terra Prometida. Moisés foi proibido por Deus de os guiar até Canaã. Josué, fiel assistente de Moisés, teve tal privilégio. Quando eles puseram sua fé em Deus e o obedeceram, a eles foi concedido entrar na sua Terra Prometida. Nós também precisamos ter uma fé obediente e ser reconciliados com Deus para entrar na nossa Terra Prometida, os céus.

Perguntas
    1- Na tentativa de libertar Israel da opressão, Moisés tentou resolver o assunto por si só em vez de esperar em Deus.
             

    2- Deus não deu a Faraó a escolha de escapar da morte e destruição
             

    3- Fé em Deus permitiu aos filhos de Israel passarem através das águas do Mar Vermelho , se tornarem livres da escravidão e a chegarem a outra margem como uma nova nação.
             

    4- Ao chegarem à Terra Prometida os filhos de Israel puseram sua fé
         No relatório de Josué e Calebe.
         Nas suas próprias habilidades

    5- A Moisés foi permitido
         liderar os israelitas à Terra Prometida.
         entrar na Terra Prometida mas disse a Josué para liderar
         ver mas não entrar na Terra Prometida.



Voltar ao início da pagina