OS DESENCORAJAMENTOS DE JESUS

Mateus 11

INTRODUÇÃO
O caráter do homem se manifesta quando ele fica sob pressão, sofre decepcões, perseguições ou desencorajamentos. Assim aconteceu com Jesus. Ele se esforçou tanto. Ele se deu totalmente, cansado, atendendo às multidões, ensinando, sabendo da urgência da sua missão, e agora neste capítulo, ele viu alguns resultados ruins. Por exemplo :

I. AS DÚVIDAS DE JOÃO BATISTA vv 1-15
A. Isto não seria uma coisa inédita - os 12 discípulos passaram 3 1/2 anos com ele e viram os milagres, mas ainda não creram na sua ressurreição. João foi um homem disciplinado, duro, até severo, mas foi preso por Herodes porque falava a verdade com coragem. João profetizou de Jesus - " o machado está posto à raiz da árvore... sua pá ele tem na mão ...Jesus vai julgar! " Na sua cela da prisão ele não estava ouvindo notícias do poder e vitórias deJesus . Ele ficou impaciente! Que aconteceu? Ele não entendeu. Talvez achasse motivo de tropeço em Jesus. Talvez mandasse a mensagem esperando provocar Jesus para entrar no juízo.

B. De qualquer forma, João levou as suas dúvidas ao lugar correto - a Jesus.

C. Como Jesus reagiu às dúvidas? Ele não mudou o plano, não destruiu algumas cidades para aliviar as preocupações de João. Em vez disso, Jesus reenfatizou o propósito do seu ministério. Ele disse em efeito: "Tudo está indo conforme o plano. Seja paciente e creia."

II. UM POVO IRRACIONAL vv 16-19

A. O povo não entendeu o significado dos acontecimentos. Surdos à mensagem de João e Jesus, eles reclamavam de uma simples diferença no estilo de João e Jesus. João era severo, duro, ascético - não era como Jesus. Jesus era manso, amoroso, social - não era como João. O povo era como crianças : só queriam se divertir. Uma queria brincar de casamento, o outra queria brincar de enterro. Eles começaram brincando de enterro mas não gostaram e brincaram de casamento.

B. Nada satisfaz a pessoa que não quer ser satisfeita. Mas Jesus e João tinha razão. João era o último dos profetas, rude e solitário. Jesus trouxe uma nova ordem de liberdade e de justiça social.

III. A DESCRENÇA DAS CIDADES vv 20-24
A. As cidades que receberam mais atenção, mais ensinamentos e mais curas, não se arrependeram. Jesus foi rejeitado em Nazaré e recebido bem em Cafarnaum, mas depois demandar todos os seus doentes a ele para serem curados, estas cidades não se arrependeram dos seus pecados como ele mandou.

B. Com mais oportunidade vem maior responsabilidade. Quem rejeita o amor e a misericordia, vai receber julgamento.

4. COMO JESUS SUPORTOU O DESENCORAJAMENTO vv 25-30
A. Ele deu graças ao Pai. Esta é a resposta de fé, sincera e profunda. Olhar para o chão significa depressão e derrota. Olhar para cima significa esperança e forca. Em tudo deve poder dar graças. Se Jesus, nestas circunstâncias, achou motivos para dar graças, nós também temos, nos momentos difíceis da nossa vida.

B. Agradeceu que, entre tanta descrença, alguns creram.

C. Agradeceu pelo fato de Deus sempre ter razão. O objetivo do evangelho é tirar o "eu" do trono da vida e colocar Deus lá . O evangelho não será atraente para os orgulhosos e os auto suficientes. Ele não é algo que se alcança apenas com a sabedoria humana. É para todos e não somente para os intelectuais . O evangelho, segundo o plano justo de Deus é para os humildes de coração.

D. Quando foi rejeitado pelos homens, Jesus se lembrou que só Ele podia ajudá-los, então deu o convite mais lindo de todos. As dúvidas, a descrença, a falta de seriedade e compreensão só aumentaram seu amor e a sua compaixão por eles. O convite mais suave ( 11:28-30 )vem dentro do contexto do desencorajamento.

V.. COMO VOCÊ DEVE SEGUIR ESTE EXEMPLO DE JESUS ?

          4. Deus está em favor dos oprimidos e prejudicados.

pagina inicial

Voltar ao início da pagina

PALAVRAS CHAVES: BÍBLIA/ Mateus
JESUS, Sermão no monte
TÍTULO: MATEUS 11 OS DESENCORAJAMENTOS DE JESUS
AUTOR: Joe Mckinney
DATA: Abril 1994