Babilônia e a besta são identificadas

Capítulo 17:

Interpretação dos símbolos:
A GRANDE MERETRIZ - é Roma como poder comercial. Veja as marcas de identificação:
Ela se sente em sete montes (v. 9)
Ela domina o mundo nos dias de João (v. 18)
Ela persegue horrivelmente a igreja (17:6 e 18:20, 24)
Ela é o maior poder comercial da terra (18:3, 11ss, 15-19)
Ela é sustentada pelo poder militar (imperadores) de Roma (v. 3, 7)
Ela é destruída pelo seu próprio poder militar (v. 16, 17).

A BESTA - sendo os imperadores romanos que perseguiram a igreja, veja a lista:
Augusto
Tibério
Calígula
Cláudio
Nero (que perseguiu a igreja)
Vespasiano (o rei quando João recebeu a visão)
Tito (só ficou dois anos)
Domiciano que perseguiu a igreja horrivelmente e também era o último dos Césares.
A besta era com Nero, não era com Vespasiano quando João recebeu a visão no sentido que a besta era quando o imperador perseguia a igreja (v. 8). Com Domiciano, a besta emergiu do abismo para recomeçar a perseguição.
Quando João escreveu, 5 imperadores já tinham morrido: Augusto até Nero (v. 10). Um estava vivo (Vespasiano) e um viria (Tito) mas ele ia durar pouco (2 anos). A besta (perseguidor) era Domiciano, o oitavo imperador romano, que era da família César mas foi condenado a derrota na sua luta contra a igreja.

DEZ CHIFRES - talvez sejam reis dos países que se aliaram com Roma, mas um fato histórico bem interessante é que, depois de Domiciano, forma exatamente 10 imperadores que perseguiram a igreja. Todos estes foram destinados a derrota.

Resumo de Capítulo 17
A prostituta é identificada como Roma, o poder comercial. Ela era brutal e sua queda seria devido ao próprio poder militar de Roma. O grande inimigo dos cristãos no Apocalipse era Roma, o poder civil e comercial. A mensagem era que Roma seria derrotada.

Voltar ao início da pagina