O dragão frustrado e derrotado ataca a mulher

Capítulo 12:

Interpretação dos símbolos
A MULHER GRÁVIDA é o povo eleito de Deus (Antes, era a nação de Israel, e desde Calvário é a igreja). Mulher é símbolo de uma nação (Is 50:1; 54:1ss; 66:7ss; Mq 4:9ss; 5:2,3; Ez 16). Coroa simboliza vitória. Doze estrelas a identifica como o povo de Deus (12 tribos e 12 apóstolos e o sonho de José em Gn 37: 9-11). Israel sofreu muitas dores no longo processo de um dia trazer ao mundo o Messias prometido.

DRAGÃO é Satanás. Ele é feroz e cruel (vermelho). Sete cabeças e dez chifres associa o Satanás com seu instrumento de perseguição neste contexto que é a besta do mar. Ele tem coroas de poder civil (diademas) mas não de vitória. Seu poder se vê na sua calda - na sua rebelião contra Deus, ele arrastou (levou com ele) uma terça parte das estrelas (anjos) do céu. Ele quis devorar o menino Jesus quando este nasceu (Herodes matou as crianças, os judeus tentaram contra Jesus várias vezes, Satanás o tentou no deserto) mas nunca conseguiu.

FILHO VARÃO é Jesus que escapou de todos os ataques de Satanás e mesmo sendo morto, ressuscitou e subiu para reinar no trono de Deus, frustrando os planos no diabo. Jesus reina com cetro de ferro (Sl 2:6-9) e de justiça (Sl 45:6). Veja 1 Rs 2:12; 1 Cr 29:23; Sl 2:7ss; At 2:29,36; Ap 2:27ss; 3:7,21.

GUERRA NO CÉU E O DRAGÃO EXPULSO: A chave aqui é ver quando aconteceu esta peleja e que direito Satanás tinha de estar no céu até Jesus subiu até lá. Verso 10 mostra que Satanás foi expulso quando a Salvação chegou, quer dizer quando Jesus morreu, ressuscitou e subiu. Antes disso Satanás podia acusar todos os eleitos de Deus (Veja Jó 1) porque todos eram pecadores e o salário do pecado é a morte . Ele não pode fazer mais isso (Romanos 8:33).

VEIO O REINO - o reino de Cristo, a salvação, o poder, a autoridade: tudo chegou na mesma hora com vitória de Jesus e sua ascensão (At 2:36; Mt 28:18).

PERSEGUIÇÃO DA MULHER - Versos 13-16 é uma ampliação de versículo 6. Quando Satanás foi frustrado no seu plano de destruir Jesus e humilhado na sua expulsão do céu, ele ficou com a mulher e foi persegui-la. Como Israel fugiu ao deserto para escapar o dragão Faraó (Sl 74:13; Is 51:9,10; Ez 29:3) e eles foram levados nas asas de águia (Êx 19:4), a igreja foi perseguida mas protegida por Deus. O dilúvio de água é uma nação usada para perseguir a Igreja (como em Is 8:5-8). Neste caso os judeus perseguiram a igreja mas a terra os engoliu (os romanos acabaram com esta perseguição quando acabaram com os judeus no ano 70 d.C.) Veja Sl 144:7.

Resumo de Capítulo 12
Este capítulo explica o contexto histórico do livro. Israel sofreu muito na sua história mas conseguiu trazer ao mundo o Messias. Satanás queria destruir Jesus mas não conseguiu e Jesus, depois da ressurreição, subiu ao céu para reinar e também, por meio do seu sangue, interceder para seu povo. Assim, Satanás não mais direito de acusar os eleitos de Deus de serem pecadores. Ele, frustrado, humilhado e derrotado, ficou irado, mas a única coisa que podia fazer era machucar a igreja aqui na terra. Ele instigou uma perseguição pelos judeus mas Deus a protegeu e a s nações da terra pararam com esta perseguição quando Jerusalém foi destruído. Mas Satanás não desistiu e foi procurando outras armas ou instrumentos para perseguir as próximas gerações da igreja. Ele foi até as nações, povos e línguas e invocou o império romano para ser seu instrumento de perseguição. Roma se levanta entre as nações, pronto para perseguir a igreja cruelmente.

Voltar ao início da pagina