As Lições Sobre o Espírito Santo

TRÊS COISAS ESSENCIAS

I. DISPOSIÇÃO

    A. ISAÍAS 6
      1. vv 1-4 Na hora da crise nacional, Isaías viu o Senhor no seu trono, alto e sublime. Isaías precisava saber que o trono nunca está desocupado no céu. Aconteça o que acontecer, Deus sempre está sabendo e está em controle. Deus é quem reina sobre o universo.

      2. A sua reação quando olhou para cima e viu a glória do Senhor (v 5) "Ai de mim". "Sou pecador". Quando realmente olhamos para cima e vemos a glória de Deus, Santo, Puro, Alto, Justo, Amoroso, então faremos como Isaías - "Ai de mim! Sou sujo pecador". Quando Isaías viu a glória do Senhor, ele se sentiu indigno.

      3. Mas Deus não quer que os seus filhos andem com complexo de culpa, tristes e abatidos. Ele mandou a purificação. (vv 6,7 ). Isaías se desesperou na hora da crise, olhou para cima e viu a glória de Deus, sentiu que, na presença de Deus, era indigno de receber o perdão, foi purificado.

      4. E agora? Está na hora de agir. Está na hora de servir. (v 8). Deus mandou Isaías pregar a sua palavra. Disse a Isaías que seria quase inútil. Poucas pessoas aceitariam. Isaías aceitou as ordens.

      5. A chave aqui é consagração. Isaías teria aceito qualquer comissão. Pregar, ensinar, construir, limpar, cultivar, servir, cozinhar. Não importava. Depois de ser perdoado pelo Senhor, ele era tão alegre, tão grato que teria feito qualquer serviço e ser usado em qualquer maneira por Aquele que o purificou.

    B. Quando nós nos consagrarmos completamente ao Senhor, todo nosso serviço a Ele será significante, seja cuidando de um doente no hospital ou pregando de um púlpito. Qualquer serviço que uma pessoa faz é significante e importante quando ela está consagrado ao Senhor.

    C. Precisamos aprender a orar como Isaías: com a mão levantada como um voluntário para o serviço necessário. "Senhor, mande alguém para pregar aos perdidos". "Senhor, dê-nos famílias fortes, que a sociedade seja forte ". "Senhor, ajude os necessitados". "Senhor, abençoe nosso país com paz e justiça". "Senhor, mande alguém para ensinar na Escola dominical". "Senhor, mande alguém para visitar o irmão afastado da igreja." "Senhor, mande alguém para cantar com mais fervor." "Senhor, mande alguém para falar com aquele visitante na reunião hoje." "Senhor, mande alguém para limpar as mesas depois da refeição." "Senhor, mande alguém para escrever ao casal da igreja que se mudou para uma outra cidade." "Senhor, mande alguém ser um exemplo em oração. - Eis-me aqui, envie-me a mim!"

    D. Exemplo de disposição : Filipe At 8 Um anjo falou a Filipe " Vá para o sul para a estrada deserta que desce de Jerusalém para Gaza" Assim Filipe partiu. ... O Espírito disse a Filipe, "Aproxime-se dessa carruagem e acompanhe-a" e Filipe correu para a carruagem... Deus disse se levante, Filipe se levantou...Deus disse vá e Filipe foi...Deus disse corra e Filipe correu... isto é disposição.

    E. Mas disposição anda de mãos dadas com a iniciativa

:

II. INICIATIVA

    A. Nem sempre Deus estava dizendo tudo para fazer, cada palavra a falar. Então quando Filipe chegou à carruagem, é como Deus tivesse dito, tudo bem Filipe, chegou a sua vez - aplique-se. Filipe perguntou - "entende o que está lendo?" Tomou iniciativa e começou a evangelizar o eunuco. E para adiantar um pouco - a 3ª caracteristica - conhecimento da palavra - Filipe começou onde o eunuco estava lendo e ensinou sobre Jesus. Creio que Filipe não levou com ele uma Bíblia, não tinha na mão nenhum esboço de estudos bíblicos, nem slides do eterno propósito - mas ele conheceu as Escrituras. O conhecimento o capacitou para chegar a um estranho e começar onde o estranho estava em termos de conhecimento e necessidade e aplicar a Palavra. Disposição -Iniciativa - Conhecimento da Palavra - três coias essenciais para o obreiro no seu serviço.

    B. A disposição e iniciativa andam de mãos dadas - Paulo e Barnabé . At 13:1-3 Deus disse "Vão" e eles foram - sem questionamento, sem demora, sem perguntas, sem primeiro acertar os termos, o prazo, o sustento. totalmente dispostos. Depois, At 15:36, Paulo disse a Barnabé "Voltemos para visitar os irmãos em todas as cidades onde pregamos a Palavra do Senhor para ver como estão indo". Isto é iniciativa. Já entregues ao serviço do Senhor, se importando com a obra. Agora, os olhos sempre abertos para ver uma necessidade, uma oportunidade para ajudar, vendo a oportunidade, tomando a iniciativa para trabalhar. Nem sempre esperando para alguém dar os ordens.

    C. Somos mordomos. Deus nos encarregou para cuidar das suas coisas. Agora sentimos responsáveis. Agora estamos no lugar do próprio Senhor e sempre precisamos estar pensando - o que devo fazer. Em que posso ajudar. Como na parábola dos talentos. Os servos eram administradores (mordomos) a quem o senhor confiou os seus bens. Agora o senhor deles esperava cada servo tomar iniciativa. Eles conheceram o seu chefe e sabia que ele queria o seu dinheiro aplicado. Mas ele não deu uma lista detalhada de todas as suas ações. Ele disse, vocês estão no meu lugar, cuidando das minhas coisas. Cuide delas como eu faria.

    D. Assim conosco. Cada dia, com cada pessoa, em cada situação, precisamos sempre estar nos perguntando - "O que Jesus quer que que eu faça?" e faça! Já recebemos as ordens. Já somos obreiros. Ele já nos confiou os seus bens. Temos que sentir responsáveis e tomar a iniciativa para trabalhar.

    E. Na igreja cada membro tem um ministério diante de Deus. Cada membro deve servir. Todos os membros devem funcionar (Rm 12:4-8) . Os dons variam conforme a graça recebida. Aqueles que servem devem concentrar a atenção no seu serviço. Deve haver lugar no corpo para que todos os membros sirvam. Cada um precisa saber perante Deus o que pode e deve fazer, qual o dom o Senhor lhe deu. Assim que souber, deve exercer este dom ou função.



III. CONHECIMENTO
    A. Uma 3° característica essencial é o conhecimento da Palavra.

    B. Alguns estão colocando o conhecimento em 2° plano. Acham que a psicologia e a sabedoria humana têm respostas melhores para as perguntas da humanidade. O raciocínio é que a Bíblia é muito bonita e serve para encorajar pessoas normais sem problemas mas pessoas com problemas sérias precisam de psicologia ou psiquiatria profissional. Há um movimento que está querendo proibir a igreja de fazer aconselhamentos bíblicos a pessoas pertubadas. Uma igreja já foi processada porque deu conselhos bíblicos a uma pessoa que queria se suicidando.

    C. Até alguns conselheiros "cristãos" acham que a Bíblia não tem as respostas suficientes para as necessidades emocionais e espirituais mais profundos.

    D. Mas se psicologia é o estudo da alma, então a Bíblia é o manual para trabalhar com a alma. Nada é tão completo em todo assunto espiritual quanto a Bíblia. Ela leva a pessoa a se transformar na imagem de Jesus Cristo. Jesus reagiu de maneira perfeita e santa a toda tentação, tribulação e trauma na vida. eestes eram mais severos que qualquer coisa que nós enfrentamos. Por isso é óbvio que uma vitória perfeita sobre todas as dificuldades da vida devem estar em ser como Cristo. Nenhum método de psicologia supera o exemplo de Jesus.

    E. Mas hoje, as soluções tradicionais da vida cristã e aconselhamento cristão - As Sagradas Escrituras, o Espírito Santo, Cristo, oração, graça. são desprezados.

    F. O que Deus acha de conselheiros que dizem que O representam mas usam só a sabedoria humana Jó 12:17-20; 24-25

    G. Jesus é o CONSELHEIRO MARAVILHOSO Is 9:6

    H. Sl 19 :7-11 "A lei do SENHOR é perfeita e restaura a alma. O testemunha do SENHOR é fiel e dá sabedoria aos simplices. Os preceitos do SENHOR São retos e alegram o coração. O mandamento do SENHOR é puro e ilumina os olhos. O temor do Senhor é límpido e permanece para sempre. Os juizos do Senhor são verdadeiros e todos igualmente justos. São mais desejáveis do que ouro, mais do que muito ouro depurado. E são mais doces do que o mel e o destilar dos favos. Além disso, por eles se admoesta o teu servo; em os guardar há grande recompensa"

    I. 2 Tm 3:16,17 Toda escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.

    J. Onde podemos encontrar respostas pelas perguntas e problemas da vida? Deus não nos deixou sem recursos suficientes. A sabedoria perfeita está a nossa disposição através da sua palavra. Consolação, segurança, compreensão, e poder são nossos através dos irmão que conhece esta palavra.

    K. A PERFEITA SUFICIÊNCIA DA BÍBLIA

      1. A Bíblia é um guia de inteira suficiência em assuntos de fé e prática.
      2. A Bíblia convoca a todos para serem suficientes. 2 Tm 3:16-17; 2 Pe 1:3.
      3. Instrui o homem em todos os relacionamentos.
        a. Como criança. Ef 6:1-3.
        b. Como marido ou esposa. Ef 5:22-23.
        c. Como pais. Ef 6:4.
        d. Como cidadãos. Tt 3:1.
        e. Como estranho ao Reino de Deus. Jo 3:3-5.
        f. Como cristão. Ef 4:1-6.
        g. Como patrão e empregado. Ef 6:5-9.
        h. Como idoso. Tt 2:2-4.
        i. Como jovem. Tt 2:4-8.
      4. Vai de encontro às necessidades de cada homem.
        a. O homem é espiritualmente doente. A Bíblia nos revela o Salvador e Grande Médico. Mt 1:21; 9:12.
        b. O homem é um ser inteligente: A Bíblia encontra a sua necessidade em intruí-lo em justiça. 2 Tm 3:16-17.
        c. O homem é um ser adorador: A Bíblia supre esta necessidade ao ensiná-lo a adorar de maneira aceitável.
      5. Tem a mensagem para o estado de espírito do homem.
        a. Quando aflito, a Bíblia nos dá conforto. 1 Ts 4:18.
        b. Quando alegres, ela se junta a nós. 1 Ts 5:16.
        c. Quando desencorajados, ela nos dá coragem. Gl 6:9.
        d. Quando fracos, ela nos dá força. Ef 6:10; Sl. 46.
      6. Revela a completa vontade de Deus.
        a. A promessa de Cristo. Jo 14:26; 16:13.
        b. A fé definitivamente confiada aos santos. Jd 3.
        c. Revela toda a verdade, não apenas algumas verdades.
      7. Produz resultados maravilhosos na vida do homem.
        a. A Palavra é extremamente e infinitamente poderosa. Rm 1:16; 1 Co 1:18; Hb 1:3;4:12.
        b. A Bíblia pode surtir efeitos nas vidas dos homens.
          i. Salvação. 1 Co 15:1-4.
          ii. Purificação. Jo 15:3.
          iii. Santificação. Jo 17:17.
          iv. Libertação. Jo 8:32; Tg 1:25; 2:12.
          v. Convicção. At 2:37; Rm 3:20; A. 18:28;Tt 1:9.
          vi. Conversão. Sl 19:7.
          vii. Vida. Sl 119:50; Jo 6:63; Fp 2:16.
          viii. Conhecimento. Ef 3:5; Sl 119:130.
          ix. Novo Nascimento. Tg 1:18; 1 Co 4:15.
          x. Reconciliação. 2 Co 5:19-20.
      8. Fornece tudo que precisamos para uma vida de sucesso.
        a. A Bíblia é a sua comida, alimentando a sua alma.
        1Pe 2:1-3;1Co 3:1-3; Hb 5:12-13; Mt4:4; 5:6; Sl19:8-10.
        b. É o seu espelho, refletindo cada pecado que mancha o seu caráter. Tg 1:22-25.
        c. É a sua lâmpada e luz, guiando-o para Cristo, iluminando as coisas divinas. Clareando o caminho por onde deve viajar. Sl 119:105; 130; 2 Co 4:3-6.
        d. É a sua espada com a qual ele guerreia uma vitoriosa batalha contra Satanás e o pecado. Ef 6:17; Hb 4 :12;
        At 2:38-41; 7:54.
        e. É um martelo, quebrando o seu duro coração, para a submissão da vontade de Deus. Jr 23:29; Mt 16:24.
        f. É fogo, queimando as impurezas do pecado e refinando e purificando as suas santas virtudes e qualidades. Jr 23:29; 20:9.
      9. Refuta catolicismo, comunismo, denominacionalismo, materialismo ou qualquer outro ismo.
      10. Mais do que ser a verdade:
        a. A Bíblia é divina.
          i. Nenhum outro livro no mundo pode fazer tantas reinvidicações.
          ii. Uma das evidências internas da divindade bíblicas.
        b. Não houve nenhuma revelação subsequente - Os apóstolos foram guiados dentro da verdade.
        c. Não houve nenhuma interpolação.
          i. Mudar a Bíblia é uma séria ofensa. Ap 22:18-19;
          Dt 4:2.
          ii. Fazer isso é perverter a Bíblia. Gl 1:6-9.
        d. A Bíblia deve ser lida para verificar e compreender o sentido da vida.
          i. Ela é a completa e final revelação de Deus para nós
          ii. As Escrituras nos forneceram. 2 Tm 3:16-17
          iii. Nela compreendemos o sentido da vida. Jo 14:6.
          iv. Devemos estudar a Palavra. 2 Tm 2:15; 3:16-17.
        e. Agradeçamos a Deus pela sua toda suficiente Palavra.
        f. Vamos: Ler para sermos sábios. Crer para sermos salvos. Praticar para sermos santos.
        g. Deixá-La encher nossa memória, governar o coração, guiar os pés.
        h. É por Ela que nós seremos julgados. Jo 12:48; Rm 2:2; 2:16; Tg 2:12.

      (Esta ênfase dada ao conhecimento da Palavra e a sua importância é devida ao fato que o nosso ferramento principal no serviço de pastorear a igreja é a própria Palavra.)


      Voltar ao início da pagina