E. O BATISMO BÍBLICO É POR IMERSÃO NAS ÁGUAS EM VEZ DE ASPERSÃO?
Afirmação: A resposta é sim e estas são algumas razões porque.

1. A palavra grega traduzida "baptismo" significa immersão. O batismo vem do "baptize", palavra grega que sempre significa "mergulhar" ou "imergir". Os dicionários ingleses modernos podem dar outras definições mas estas refletem somente o uso moderno. Isto não mostra necessariamente o que a palavra significa na língua da Bíblia. Os dicionários gregos dizem que na Bíblia "baptismo" significa immersão:

O léxico de Thayer defina "baptize": " mergulhar ou immergir."
A concordância "Strong's" define o baptismo, "para fazer totalmente molhado".

Os escritores do Novo Testamento falaram grego e sabiam nesta lingua que "baptizo" (imergir) e "rhantizo" (aspergir) eram duas palavras diferentes. Quando escolheram a palavra para descrever o que as pessoa fizeram para se tornarem cristãos eles escolheram a palavra "Baptizo".

2. A melhor maneira para compreender palavras na Bíblia é estudar o contexto do seu uso na Bíblia. Assim aprendemos o significado das palavras. Observe o que o batismo requer e considere que ação cabe o que a Bíblia diz:

a. O batismo requer a água. O elemento ou a substância usada não é inerente na palavra "batismo." A substância, embora, usada no batismo que Jesus sempre mandou é água
Atos 10:47-48 - " Pode alguém porventura recusar a água para que não sejam batizados estes que também, como nós, receberam o Espírito Santo? Mandou, pois, que fossem batizados em nome de Jesus Cristo..."

b. O batismo requer muita água.
João 3:23 " João também estava batizando em Enom, perto de Salim, porque havia ali muitas águas ". Não precisa de "muitas águas" se estiver sendo aspergindo ou derramado na cabeça, mas é necessário para a imersão.

c. No batismo os povos foram à água.
Atos 8:36 - " E indo eles caminhando, chegaram a um lugar onde havia água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado?"
Matthew 3:5-6 - " Então iam ter com ele os de Jerusalém, de toda a Judéia, e de toda a circunvizinhança do Jordão e eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados."
Alguns pensam que o eunuco tirou uma garrafa de água que Felipe usou para batizá-lo. Não era assim! A água usada para batizar o eunuco era água que encontraram na caminhada. Quando alguém for aspergido necessitam ir à água? Não, a água pode vir a eles, porque não requer muito, mas quando é immergido, eles precisam ir à água.

d. O batismo envolve o entrar e sair da água.
Marcos 1:9-10 do · - "E aconteceu naqueles dias que veio Jesus de Nazaré da Galiléia, e foi batizado por João no Jordão. E logo, quando saía da água, viu os céus se abrirem, e o Espírito, qual pomba, a descer sobre ele."
Atos 8:38-39 lêem, "... desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e Filipe o batizou. Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco, que jubiloso seguia o seu caminho." Aqui a referência óbvia é à imersão.

e. O batismo é um sepultamento e uma resurreição. ·
Colossenses 2:12 - "... tendo sido sepultados com ele no batismo, no qual também fostes ressuscitados pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos "·
Romans 6:4-5 -" Fomos, pois, sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição"

No batismo nós somos sepultados com Jesus e levantados com ele. Porque ele foi enterrado na terra, nós somos enterrados no batismo. Alguns dizem que o batismo é "apenas um símbolo" do sepultamento de Jesus, e não importa como é feito. Existe um elemento simbólico no batismo, mas isto não prova que a ação não importa.

Será que as passagens dizem que Jesus foi enterrado mas não importa se nós somos enterrados ou não? A passagem diz que nós somos enterrados e nós somos levantados no batismo. O batizado deve ser enterrado e levantado.

Realmente, os símbolos são importantes, especiamente quando era o próprio Deus que selecionou os símbolos. Quem presumiria mudar o que Deus escolheu?

Obviamente, a morte, o enterro e o resurreição no batismo é algo que Deus nos quer conhecer e lembrar pela ação simbólica que Ele escolheu e nos deu. Veja Romanos 6:1 - 12 e veja como importante e prático é para que o cristão seja lembrado que morreu com Cristo no batismo:

"Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que abunde a graça? De modo nenhum. Nós, que já morremos para o pecado, como viveremos ainda nele? Ou, porventura, ignorais que todos quantos fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? Fomos, pois, sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição; sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado. Pois quem está morto está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos, sabendo que, tendo Cristo ressurgido dentre os mortos, já não morre mais; a morte não mais tem domínio sobre ele. Pois quanto a ter morrido, de uma vez por todas morreu para o pecado, mas quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências; "

3. Comentas de alguns estudiosos:
Enciclopédia WORLD BOOK: "no início todo batismo era por imersão completa" (vol. 1, p. 651).
A Enciclopédia Católica: "nos primeiros séculos, todos os batismos eram pela imersão nos lagos, nos rios, e nos baptistérios" (vol. 2, p.263).
Enciclopédia Britannica, 11a ed., vol. 3, pp.365-66: "A imersão não era conveniente depois que a igreja católic instituiu o batismo infantil; assim a modalidade foi mudada a aspersão."

Conclusão: Vamos não mudar o que Deus ordenou!

Voltar ao início da pagina